II Workshop de Reabilitação Monitoramento e Conservação de Fauna Silvestre

09, 10 e 11 de Dezembro de 2020

#RMC2020

É com enorme alegria e satisfação que o WAITA Instituto de Pesquisa e Conservação, anuncia o II workshop de Reabilitação Monitoramento e Conservação da Fauna Silvestre, 10 anos de WAITA, a ser realizado nos dias 09, 10 e 11 de dezembro de 2020.

Na sua segunda edição, o #RMC2020 ocorrerá inteiramente ONLINE e GRATUITO para os seus participantes, no intuito de democratizar o acesso ao conhecimento técnico e científico em tempos de pandemia e se consolidar como um importante fórum nacional sobre a conservação da fauna silvestre. 

O evento reunirá palestras e espaços de discussão de alto nível, com diferentes instituições, pesquisadores, funcionários de agências ambientais e ONGs conservacionistas, nos seguintes eixos temáticos: reabilitação e monitoramento de animais silvestres, tráfico de animais silvestres, marketing para a conservação e educação ambiental, e clínica e sanidade de animais silvestres apreendidos ou resgatados. 

Acreditamos que conhecimento retido é conhecimento desperdiçado e que a melhor maneira de se trabalhar pela conservação é através da união e troca de experiências.

Novidades do #RMC2020

O #RMC2020, 10 anos de WAITA,  terá duas novidades: o Concurso de Ilustrações Científicas e o Concurso de Fotografia de Animais Silvestres Brasileiros, que serão divididos nas categorias amador e profissional. 

Nesses concursos, decidimos focar em ilustrações científicas e fotos de animais silvestres brasileiros, como forma de engrandecer, priorizar e divulgar ainda mais a nossa fauna diversa e exuberante. 

O principal objetivo desses concursos é captar a visão dos participantes sobre a fauna silvestre brasileira, através dos registros visuais realizados, tanto fotográficos, quanto ilustrados. 

A categoria Amador é para aqueles que utilizam suas habilidades artísticas em ilustrações e/ou fotografias como hobby e sem fins lucrativos. Já a categoria Profissional é para aqueles que já trabalham com ilustrações e/ou fotografias com fins lucrativos.

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

Programação

08:30 – 09:40

WAITA, Anglo American, IBAMA, IEF, CRBio
ABERTURA

09:40 – 10:20

Projeto Tamar
A reabilitação no contexto da conservação de tartarugas marinhas em Ubatuba

10:20 – 10:30

Intervalo

10:30 – 11:10

Manati
Conservação do peixe-boi marinho no Ceará: uma década de Projeto Manati

11:10 – 11:50

Instituto Arara Azul
Monitoramento e reprodução da Arara-azul

11:50 – 12:40

Almoço

12:40 – 13:20

Instituto Espaço Silvestre
Projeto de reintrodução do papagaio do peito roxo

13:20 – 14:00

Operação Sapajus
Back to wild: personalidade, reabilitação e sobrevivência após soltura de macacos pregos resgatados do tráfico no nordeste do Brasil

14:00 – 14:40

Freeland
Tráfico de fauna silvestre no Brasil e seus impactos

14:40 – 15:20

Renctas
Monitorando o tráfico de animais silvestres online

15:20 – 15:30

Intervalo

15:30 – 18:00

Espaço Marketing para conservação e educação ambiental

15:30 – 18:00

Espaço Medicina veterinária no manejo, conservação e em desastres envolvendo fauna silvestres

08:00 – 08:30

Anglo American
Uma nova espécie de perereca da Serra do Espinhaço e a importância de parcerias entre empresas e instituições de pesquisa para o conhecimento e conservação da biodiversidade.

08:30 – 09:00

Sete Soluções e Tecnologia Ambiental
Monitoramento de Fauna em Matriz Hexagonal: Eficiência nos resultados e tomada de decisões

09:00 – 09:40

SAVE
Projeto Jacutinga: Reintrodução e Monitoramento de Jacutingas (Aburria jacutinga)

09:40 – 10:20

Pró-Tapir
Seguindo os passos dos grandes mamíferos

10:20 – 10:30

Intervalo

10:30 – 11:10

MIB
Manejo estratégico pra conservação do muriqui do norte (Brachyteles hypoxanthus)

11:10 – 11:50

Rewilding Argentina
Reintrodução de espécies extintas no Esteros de Iberá, Argentina

11:50 – 12:40

Almoço

12:40 – 13:20

GRAD
Atuação do GRAD no Pantanal

13:20 – 14:00

CETAS – Geral
O papel dos CETAS na reabilitação dos animais silvestres

14:00 – 14:40

CETAS – Clínica
O papel do médico veterinário na reabilitação de animais silvestres

14:40 – 15:20

WAITA
Projeto Bicudos: O retorno da espécie

15:20 – 15:30

Intervalo

15:30 – 18:00

Espaço Tráfico

09:00 – 11:30

Espaço Reabilitação

11:30 – 12:40

Almoço

12:40 – 15:10

Espaço Monitoramento

Espaços de Discussão

Estes espaços foram pensados para unir instituições e construir ideias e soluções para os projetos de conservação juntas. Várias instituições, todas com fala ativa, irão discutir diferentes temas previamente determinados.

Atualmente, ouve-se bastante sobre o tráfico de animais silvestres e como ele retira milhares de animais todos os anos da natureza. Sendo o terceiro comércio ilegal mais lucrativo do mundo e com estimativas de que o Brasil participe com 15% desse volume, é necessário o constante debate sobre o assunto.

Será promovido neste espaço uma discussão acerca da problemática e da busca de alternativas para o combate ao tráfico, contando com diversas instituições que lutam contra o tráfico diariamente.

Tópicos abordados:

  • Leis ambientais, aplicações e deficiências
  • A rede do tráfico, identificação de pontos sensíveis
  • Melhorando a rastreabilidade de origem e a inteligência nos sistemas de controle
  • Redução de demanda e o papel (ou não) da criação legalizada no tráfico
  • A relevância de uma estratégia nacional de combate ao tráfico de fauna silvestre

Participantes: WAITA, IBAMA, IEF, CETAS-BH, Renctas, Operação Sapajus, Freeland Brasil, Instituto Pristino, Policia Federal, Instituto Mira-Serra, Ministério Público de Minas Gerais, SEMAD.

Na era das redes sociais, saber utilizá-las é de grande importância para divulgar conteúdos e sensibilizar pessoas de todas as partes do mundo. Serão discutidas a utilização de estratégias e ferramentas adotadas no universo do marketing e da educação ambiental com o objetivo de comunicar e mobilizar o maior número de pessoas a favor de uma causa em comum: salvar o planeta.

Neste espaço, questões como utilizar a tecnologia na educação ambiental, redes sociais, sites, execução e desenvolvimento de campanhas, captação de recursos e estratégias de marketing serão debatidos pelos nossos convidados que tem muito a contribuir com o tema.

Tópicos abordados:

  • Comunicação e Marketing, combate às fake news
  • Presença digital, Redes sociais e influenciadores
  • Política na ciência e ciência na política
  • Comunicação para Captação de Recursos
  • Divulgação científica e educação ambiental, ciência cidadã

Participantes: WAITA, Greenbond, Desabraçando Árvores; Bocaina Biologia da Conservação, Hugo Fernandes, UFMG, Terra da Gente, Instituto Vida Livre

A reabilitação de animais silvestre é um processo fundamental para a devolução destes animais a natureza, mas não é uma tarefa simples. É um processo que envolve manejo, análise de comportamento, bem estar e enriquecimentos ambientais, treinamentos, acertos e erros. 

Nesse espaço haverá a troca de informações, vivências, compartilhamento de técnicas e soluções de problemas encontrados pelas instituições.

Tópicos abordados:

  • Comportamento animal
  • Bem-estar e enriquecimento ambiental
  • Técnicas de reabilitação (treinamentos)
  • Manejo dos animais em reabilitação
  • Ética, Planejamento e custos

Participantes: WAITA, Projeto Tamar, Operação Sapajus, Espaço Silvestre, SAVE Brasil, MIB, Centro de Conservação dos Saguis da Serra, Rewilding Argentina, G.R.A.D, TamanduAsas, UFOP, Jardim Zoológico da FPMZB, Sete Soluções e Tecnologia Ambiental, CETAS-BH

A melhor maneira de confirmar o sucesso de reintrodução dos animais e de se obter dados comportamentais e ecológicos é através do monitoramento, seja ele ativo ou remoto. 

Neste espaço serão abordados as diferentes técnicas, tecnologias, metodologias e problemáticas dessa etapa tão importante.

Tópicos abordados:

  • Monitoramento ativo
  • Monitoramento remoto
  • Técnicas de monitoramento para avaliação do sucesso de reabilitação
  • Translocação e reintegração
  • Organização e compartilhamento de dados

Participantes: WAITA, Projeto Tamar, Instituto Arara Azul, Pró-tapir, SAVE Brasil, MIB, Centro de Conservação dos Saguis da Serra, The Conservation Land Trust, UFOP, Sete Soluções e Tecnologia Ambiental, Bicudos do Cerrado, TamanduAsas

As vivências dos profissionais que trabalham com tratamento de recuperação da fauna silvestre, serão contempladas nesse espaço. Assim, tratamentos veterinários, métodos de diagnósticos e experiências profissionais serão discutidos. 

O espaço também abordará assuntos relacionados às doenças de maiores casuísticas da fauna silvestre, formas de transmissão, controle e prevenção e os possíveis desdobramentos para a soltura dos animais.

Tópicos abordados:

  • Desafios e estratégias na nutrição de animais silvestres
  • Biossegurança e Epidemias: Papel do veterinário no enfrentamento
  • Transmissão de patógenos in situ X ex situ
  • Avanços na Clínica de silvestres: campo x cativeiro
  • Atuação da Medicina veterinária em desastres

Participantes: CETAS-BH; CETAS-Patos; Zoovet; G.R.A.D.; Criadouro Fazenda Cachoeira; UFMG ; Jardim Zoológico da FPMZB; Marcela Ortiz

Inscreva-se

Como forma de contribuir para o enfrentamento da pandemia do COVID-19, o WAITA e a Anglo American estão oferecendo o II workshop: Reabilitação, Monitoramento e Conservação da fauna silvestre de forma gratuita.

ATENÇÃO: Todos os certificado serão disponibilizados neste site após o encerramento do evento.

Patrocinador

“A Anglo American é uma empresa líder global em mineração e nossos produtos são essenciais em quase todos os aspectos da vida moderna. Nosso portfólio de operações competitivas de classe mundial, de projetos em desenvolvimento e de recursos não desenvolvidos, fornece metais e minerais para um mundo mais limpo, mais verde e mais sustentável, atendendo ao rápido crescimento das demandas de consumo das economias desenvolvidas e em desenvolvimento.

Com nossas pessoas no coração dos nossos negócios, utilizamos práticas inovadoras e as mais recentes tecnologias para descobrir novos recursos e minerar, processar, movimentar e comercializar tais recursos para clientes em todo o mundo – de forma segura, responsável e sustentável.

Como produtora responsável de diamantes (através da De Beers), cobre, metais do grupo da platina, minério de ferro, carvão metalúrgico e níquel, além do projeto de nutrientes naturais em desenvolvimento e operações de carvão térmico planejadas para desinvestimento, estamos comprometidos em atingir a neutralidade nas emissões de carbono em nossas operações até 2040.

Trabalhamos em conjunto com nossos parceiros de negócios e diversas partes interessadas para liberar o potencial do valor sustentável que esses recursos representam para as comunidades e países onde operamos, para nossos acionistas, além da sociedade como um todo. A Anglo American está re-imaginando a mineração para melhorar a vida das pessoas.”

Organização

“Outubro de 2010!

12 jovens sonhadores se reuniam numa salinha pequena no IBAMA – BH, onde a maioria era voluntário, para assinar a ata de fundação do INSTITUTO DE PESQUISA WAITA.

Foi ali, dentro do IBAMA, entre um café e outro, que a ideia surgiu, cresceu e tornou-se real. O sonho deles? Fazer mais pela conservação! Fazer mais pelos milhares de animais silvestres que chegavam ali todos os anos! Dar a aqueles seres indefesos o direito de serem livres novamente e, principalmente, lutar contra o tráfico de animais. Não sendo bastante, também queriam atuar na formação das pessoas. Queriam espalhar conhecimento pros 4 ventos.

Sim… Era o que eles acreditavam… Mas quem disse que seria fácil?
De repente, um biólogo virou ofice-boy, administrador, marketeiro, contador, advogado, mestre de obras, cerimonialista… Foram 10 anos de muita luta!

Escrevemos inúmeros projetos que não saíram do papel, fizemos verdadeiros milagres com nosso dinheiro para conseguir realizar nossas ações, comemos muito macarrão em campo, passamos perrengues, choramos, vimos pessoas incríveis ir buscar outros caminhos por não termos condições de remunerá-las, pensamos em desistir…
Caímos! Muitas vezes… Mas quem luta com garras sempre é recompensado! Nosso time está sempre se renovando com a chegada de novas pessoas extraordinárias. Que ama o que fazem, sonham nossos sonhos, choram nossas dores, que somam e nos ajudam a nos manter em pé!
E depois de 10 anos, aqui estamos nós! Firmes e sólidos. Realizando o nosso incrível trabalho, dia após dia. Conseguimos! Nós fazemos a nossa parte pela conservação!

Nesses 10 anos, o WAITA realizou 5 grandes projetos e mais inúmeros projetinhos, contribuiu com a reabilitação de mais de 100 mil animais silvestres vítimas do tráfico, vistoriou várias áreas de soltura em Minas Gerais, cerca de 150 voluntários já tiveram a oportunidade de aprender conosco e deixar sua marca no Waita, realizamos mais de 25 cursos e eventos com a participação de mais de 2000 pessoas, 3 mestres se formaram e trabalhos de conclusão de curso foram defendidos. Fizemos parcerias incríveis, com instituições renomadas como IBAMA, IEF (nosso braço direito e esquerdo), UFV, UFMG, UFOP e Ministério Público. Fomos agraciados duas vezes com apoio da Fundação Grupo o Boticário e tivemos recursos destinados pelo MP para execução dos nossos projetos de conservação. Tivemos apoio do CRBIO, CRMV, TECSA, Anglo american, Log Nature, Sete Soluções e Tecnologias Ambientais e Zoovet em nossos eventos. Ganhamos o prêmio “Bom exemplo” na categoria meio ambiente da Rede Globo e somos assessorados pela melhor contabilidade (Batista & Associados) e escritório de advocacia (Tomáz de Aquino, Costa Vilar Sociedade de Advogados) de Minas Gerais. E pra quem acha que já é o suficiente? Pode ter certeza, muita coisa ainda está por vir.

Parabéns WAITA por esses 10 anos de história, formação, construção e pelo trabalho incrível que faz desse mundo um lugar melhor!!!

A todos que fizeram e fazem parte desta instituição, parabéns!!!! É nosso aniversário!!!!”

Apoio

Dúvidas? Entre em contato conosco!

Rolar para o topo